Campo Grande (MS), Domingo, 03 de Julho de 2022

Eleições: o relógio contra os candidatos

01/04/2022

07:00

MANOEL AFONSO

BIOPARQUE: Na sua inauguração os políticos chamaram a atenção querendo voltar, continuar ou adentrar ao poder. Ninguém está imune ao seu apego e afagos sedutores.  Por tudo isso políticos trocam de partido e mandam a coerência às favas. ‘Pode isso Arnaldo? ” -  perguntaria Galvão Bueno. Claro, pode sim. Vale tudo pelo poder. 

‘DAY AFTER’: Após ser apeado do poder naquele 2 de outubro de 1992, Fernando Collor foi levado pelo helicóptero presidencial à Casa da Dinda, como era de rotina. Antes de pousar o agora ex-presidente pediu ao piloto para sobrevoar a Vila Paranoá, ali perto. Ouviu a frase cruel do comandante simbolizando o fim do poder: “Não posso, não temos combustível”.  Collor entendeu e engoliu seco.  A primeira dama também.

EMBLEMÁTICO: Esse episódio retrata o drama do ‘dia seguinte’ vivido pelos políticos após perder o poder. Pior que a morte física é a morte social. Voltar a planície, readaptar-se ao anonimato, à rotina dos mortais (sem privilégios) são desafios nem sempre superados. Quando vejo certos nomes na lista dos pretendentes às eleições, fico convencido: a vaidade é o combustível da vida e do poder.

‘CONFISSÕES’: Preso, o ex-governador Sérgio Cabral (MDB-RJ) disse que seu apego ao dinheiro das propinas e ao poder era um “vicio’. Pego na Operação Carbono, o ex-secretário geral nacional do PT Sílvio Pereira admitiu ter recebido como propina em 2004 um jeep Land Rover (R$74 mil à época) da empresa GDK. Confessou que o veículo de ‘guerra’ era seu’ sonho de consumo’.

‘CÂNDIDOS’: O termo ‘candidato’ é derivado de ‘candidatus’ do Latim, sinônimo de puro, alvo, imaculado. Não por acaso que em Roma, os candidatos a cargos públicos usavam apenas roupas brancas para mostrar que eram limpos na vida pessoal. Imagine   os nossos políticos usando roupas brancas nas suas andanças em busca de votos!

ROUPA & SÍMBOLO: Churchil marcou com seu charuto, bengala e chapéu. Ghandi com manto e sandálias derrotou o Império Inglês. Mandela usava camisa florida nos comícios. A rainha Elisabeth e suas roupas coloridas nas cerimônias. No Canadá Pierre Trudeau inovou com tênis e terno. Mas a roupa faria a pessoa? Nem sempre. Cristo foi crucificado quase despido e mudou o mundo.  

AÇÕES LEGISLATIVAS 1:  Paulo Corrêa (PSDB): atuação importante na aprovação da legislação da Polícia Penal; de sua autoria projeto homenageando nordestinos e descendentes através da ‘Comenda Luiz Gonzaga’.   Zé Teixeira (DEM): anunciou sua filiação ao PSDB e apoio a Eduardo Riedel; recebido prefeitos e vereadores nas tratativas de reivindicações. Lucas de Lima (Solidariedade): tem projeto prevendo a instalação de enfermarias nas escolas estaduais para assistência, avaliação e primeiros socorros aos alunos em situações de risco; presente a inauguração do Biopaque Pantanal. Pedro Kemp (PT): Abordou a demissão do ministro Milton Ribeiro, da Educação por suspeita de corrupção; sancionada sua lei declarando de utilidade pública a Associação de Mulheres com Deficiência; enalteceu os profissionais da educação dos especiais, cuja lei é de sua autoria e a comemoração no dia 30 de março.  Amarildo Cruz (PT): Presente ao evento homenageando os artesãos, divulgadores da nossa cultura: voltou a cobrar ações para preservar o meio ambiente do Complexo do Parque dos Poderes; proposição sua, foi realizada a Audiência Pública híbrida ‘Restaurante Popular já”com conclusões animadoras.  

APOSTAS: Doses homeopáticas de nitroglicerina ou de apenas água com açúcar? Essas duas vertentes dominam a imaginação da opinião pública quanto as pautas críticas que nortearão as eleições ao Governo. Pelo sim – pelo não é desaconselhável vestir o manto da ingenuidade quando está em disputa o poder. Como dizem: só não vale perder!

DITADURAS:  No afã de controlar a sigla, suas lideranças não tinham interesse de atrair gente com potencial. Por anos a fio, as mesmas caras e agora há dificuldades para atrair bons nomes. O PDT é exemplo;  Dagoberto Nogueira (deputado) abandonou o barco e ingressou no PSDB. Com isso o presidenciável Ciro Gomes (PDT) ficou a ver navios. Ah! se o Brizola fosse vivo...  

PROJEÇÕES: Os políticos fazem as contas para descobrir o melhor caminho para se eleger – como menos votos é claro.  Nosso colégio eleitoral é pequeno, facilita essas projeções. Não adianta um caminhão de votos e ficar de fora. Só com o balanço das ‘saídas e vindas’ da janela partidária será possível decifrar o cenário e seus atores.

PESO PESADO? Até onde o fator Bolsonaro pesará nas eleições do MS? Será um bom cabo eleitoral da candidata ao senado Tereza Cristina e de outros aliados? O agro negócio teria votos além da porteira? Como o eleitor  verá essa salada de partidos e postulantes?  O eleitor é igual boi no curral na hora de castrar ou vacinar: pode escapar do brete.

ESTRATÉGIAS: Cada candidato tem a sua. O deputado Jamilson Name eleito com 30.813 votos mudou a titularidade da conta no facebook para Jamilson Lopes visando fugir dos desgastes pelos escândalos policiais da sua família. Repetirá a performance? Há também candidatos que optarão por colar no candidato a governador ou a presidente. Podem acertar ou errar.

AÇÕES LEGISLATIVAS 2: Marçal Filho PSDB): enaltece os investimentos do Governo Estadual na área da saúde de Dourados após pedido conjunto dos deputados estaduais que representam a cidade. Evander Vendramini (PP): seu projeto torna obrigatório a aceitação e  inserção de bebês com mais de 30 dias como dependentes de planos de saúde até alta médica. Antônio Vaz (Republicanos): comemora o êxito da campanha anti-Covid e adverte que é desaconselhável baixar a guarda. Gerson Claro (PP): enalteceu a ação do Governo Estadual para concluir o Bioparque do Pantanal apesar dos entraves jurídicos; eficiente na relação entre prefeitos e secretarias estaduais na busca de solução de reclamos.  Mara Caseiro (PSDB): comandou na Assembleia Legislativa a noite de homenagem aos artesãos; pediu estudos para implantação da 3ª Vara Cível de Naviraí; pede a restauração do prédio  da Casa Colonial de Miranda.

CONTINÊNCIA! Candidato mais votado em 2018 com 78.390 votos o deputado  estadual Capitão Contar aproveitou a ‘janela’ ingressando no PRTB, Partido Renovador Trabalhista Brasileiro para ser candidato a Governador. Embora tivesse a reeleição garantida ele demonstra lealdade ao Presidente Bolsonaro, a quem sempre defendeu. Agora virão as costuras para montagem da chapa.  

CASAL CORAGEM: Eles não conseguem ficar em casa em se tratando de eleições. Sofrem do famoso ‘comichão’ de poder. Daí Roberto Haschioka, (3 vezes prefeito de Nova Andradina) embarcando no União Brasil para disputar a Assembleia Legislativa e sua mulher Dione (ex-deputada estadual) ingressando no Podemos para tentar a Câmara Federal. Dois nomes de bom potencial.

TEREZA CRISTINA:  O ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (União Brasil) e Simone Tebet  (senadora/MDB) seriam em tese os adversários mais fortes da ex-ministra. Com todo esse aparato partidário e financeiro ela não pode depender só do agronegócio. Afinal, o eleitor está na cidade. É ele que reclama dos preços da carne, arroz e feijão. É preciso sim levar esse aspecto em consideração.

CABO ELEITORAL:  O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) vai com tudo para eleger Eduardo Riedel. Mostrou sua força na inauguração do bioparque com a presença maciça de prefeitos e vereadores interioranos. O lançamento e inauguração de obras urbanas e rurais vem fortalecendo Riedel, que vai se encorpando no cenário da sucessão.

ZELENSKY:  “Não quero que coloquem fotografias minhas em casa e nos escritórios. Ponham fotografias de vossos filhos e olhem para elas sempre que tiverem que tomar uma decisão”. Declaração do presidente Volodymir Zelensky da Ucrânia em sua posse.  Exemplo de patriotismo de causar inveja em nosso país tão carente de heróis.   

ATOS PARLAMENTARES 3: Capitão Contar (PRTB):  foi a Ponta Porã recepcionar o presidente Bolsonaro; oficializou seu ingresso no PRTB para disputar o Governo Estadual; defensor da transparência pública.   Neno Razuk  (PL): autor de voto de repúdio contra empresa aérea pelo despreparo ao atendimento de crianças especiais. enalteceu a importância do Bioparque do Pantanal no contexto científico e turístico do MS.  Paulo Duarte (MDB): em Corumbá pode aferir a importância dos investimentos do Governo Estadual em várias áreas da comunidade, bem como o bom nível de satisfação dos agentes políticos. Barbosinha (PSDB): destacou o ambiente de pesquisas científicas que o Bioparque Pantanal proporcionará além do lazer; pede criação do auxílio farda aos servidores militares estaduais.  Lídio Lopes (Patriota):  autor da proposta que denomina Ruy Ohtake, autor do projeto do prédio que abriga o aquário do Bioparque Pantanal.

MARQUINHOS ou Marcão. A renúncia ao cargo de prefeito  de Campo Grande ajuda ou atrapalha o discurso e projeto eleitoral dele para o Governo? É pra se pensar hoje e obviamente conferir no desenrolar da campanha. Aqui a pergunta já é inevitável: ele caminhará com a candidatura presidencial de Lula desde o início? Quem souber favor avisar.  

TRECHO da música (sucesso) ‘Cuidado’ de Eduardo Costa sobre os políticos: “Só querem nos roubar/e nos fazer de palhaços/depois de eleitos vão morar em seus palácios. São carros importados, aviões e áreas nobres. Pode parar com choro e mi, mi, mi.  Vendeu, trocou hospitais pelos estádios e agora estádios viram hospitais...”

BINGO? A candidatura Lula obriga o PT a construir palanque próprio no MS. Nomes e hipóteses especulados. Mas tudo ainda na estaca zero. Agora surge o nome do advogado e professor universitário de Dourados Thiago Botelho como provável candidato ao governo. A cúpula petista analisa. É o preço que o partido paga por ter ficado refém de Zeca do PT e cia

 

 

 

 

 


 

   

 

 

 


Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Últimas Notícias

Veja Mais

Envie Sua Notícia

Envie pelo site

Envie pelo Whatsapp

Rede News MS © 2021 Todos os direitos reservados.

PROIBIDA A REPRODUÇÃO, transmissão e redistribuição sem autorização expressa.

Site desenvolvido por: